quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Caso contrário, morro


Não sou um corpo oco...
Tudo que tenho em mim é emoção, amor e paixão...
Culpa do Coração
Não sinto porque eu quero, mas porque necessito;
Necessito de vida, mesmo sofrida por uma tórrida ilusão
Não vivo sem amor...
Mas prefiro assim, a morrer na razão
Não encobrem feridas, nem disfarça as marcas
Mas me leva a um estado de plena alma, alma plena
Mesmo pequena
Sinto o mundo dentro de mim
Não preciso de cupido, nem querubim...
O bom mesmo é o valor do quase intocável
Aquilo que me faz gritar : Me ame!
Grito que nunca é atendido
Mas insignificantemente ouvido
Escute!
Pois prefiro morrer a não sentir o amor.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Final triste


Escute agora essa minha canção
Onde eu declaro meu amor para uma alma sem coração
Nesta triste melodia, não há lógica, não há harmonia e nem afinação
É o cantar de um amor confuso
Que compôs esta canção
Ouçam agora a voz sofrida...
Do quanto dói amar sem razão
A gente ama sem querer e sem poder ter ao menos previsão
De quando vamos ser o cantor, desta triste canção
Onde se ama e odeia
Numa só rima...
E que no final do canto
O agudo mata a menina
Por querer gritar o amor.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

O que eu acho de mim?



Na maioria das vezes alegre, empolgada, extrovertida, brincalhona, interessante, não tão inteligente, mas surpreendente, as vezes louca, mas com uma loucura saudável...onde todos acabam gostando e se encantando mas deixo para o final o principal, acho-me uma excelente atriz...
Pois o que eu realmente acho de mim...
É que toda essa capa me machuca totalmente por dentro, pois por mais que eu seja assim, acabo passando de pessoas em pessoas, sem conhecer quem realmente goste de mim.
Muitos dizem que todo mundo tem um que “está bem do lado, basta enxergar”, mas nem esse “por aí” apareceu, ou eu sou cega demais, ou ele já deve ter cansado de esperar ...
Sei que não me sinto sempre alegre, mas sempre melancólica e meio depressiva, como se eu estivesse gritando com todas minhas forças dentro de um salão com inúmeras pessoas e ninguém, exatamente ninguém pudesse me ouvir.
Acho que os integrantes desse salão não estão realmente para me ouvir, mas sim para rir de mim e das minhas palhaçadas. O que torna a dor mais intolerável ainda.
Não preciso de pessoas, mas só de uma, que enxergue essa atriz coadjuvante
Onde não possui um papel tão admirável. Mas que não desiste em conseguir um parceiro para a cena.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Não tenha medo do escuro


Por mais obscura que seja a penumbra...
A gente sempre consegue enxergar um caminho, não necessariamente à luz do fim do túnel, mas as migalhas do pão. E assim tentar encontrar um caminho de volta para a Paz, que de repente deixou de existir.
Embora muitos tentem voltar, prefira seguir em frente, com a esperança de que a terra á de dar voltas, e assim do nada você estar por cima de novo.
Sem âmbito de persistir, mas nunca pensando em desistir.
Seguir com a própria luz é o melhor a fazer, mesmo com o medo a tona e o perigo nos rondando... Coisas aparecem mesmo, surgem do nada e quando menos esperamos.
Isso que é se sentir sozinho...
A gente pode se sentir assim às vezes.
Mas se for falar de coração, só acontece uma vez.
Caso contrário, ele pára...
Cansado de tanto bater aceleradamente.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Não quero morrer de saudade


Porque o que me deixa assim não é a falta...
Mas a lembrança...
Ainda sentir cada toque, me torna escrava da minha própria respiração,
Que ofega ao lembrar-me de ti, de tudo o que eu desejo ou de tudo o que eu já senti.

É como se fosse uma injeção de vontade, de desejo e de saudade.
Onde o efeito só aparece quando não estas por perto
E eu morro por saber que não mereço esse afeto, os beijos prediletos.
É uma sina sua, querer ficar só, sem nem ter dó do seu próprio coração.
Acho que é medo de ilusão, ou de dar a mão.

Tanto faz, de qualquer maneira irei sofrer;
Mas se pudesse escolher; preferiria uma dose de você...
Uma overdose de amor.

JéssicaN.

Um bom casamento começa assim.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

domingo, 22 de novembro de 2009

O sol, a lua e o mar


Onde nos caberá saber,
Se o sol e a lua, um dia juntos vão aparecer?
Até os contos afirmam, que essa união é impossível.
Só cabe ao tempo ajudar...
Formando um eclipse lunar;
Onde a junção do quente e do frio
Nos faz parar, e olha e olhar e olhar...


Encantamento frio
Sentimento quente
Tudo envolve tudo
Tudo é envolvente
Mas todos sabem que isso não é pra sempre
Eles sabem que isso não há de durar
Pois o sempre nunca vai juntar
O que é de muita chama
E o que é frio de matar

Então a lua se apaixona pelo mar
E o sol, só continua a iluminar
Transformando os dias tórridos,
Com fins de secar o mar
E a lua voltar para ele
Nos encontros do eclipse luar.

JéssicaN.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Why so serious?


Há uma loucura dentro de mim que quer sair
Vontade que inunda meu corpo,
Que não da pra resistir
Nem lutar eu quero
Só quero partir.
Um mundo distante;
Uma loucura qualquer;
Vou jogar minha alma fora e fazer o que eu quiser
Sem pensar no futuro e sem ter piedade
Vou virar escrava do pecado e da maldade
Escandalizar o mundo,
Virar artista por um segundo
Mas antes preciso me decidir...
Entre o louco mundo e essa loucura daqui.

sábado, 14 de novembro de 2009

Meu não poema


um poema sem nexo, sem verso, sem ritmo, sem tabul
não é esteriotipado e nem fala de amor
não tem estrofe e nem segue parágrafos
é tudo de uma mente confusa, que o faz misturado
não tem calor, horror, humor, nem clamor
só fala de alguém que nem se entende e nem compreende porque gosta tanto de escrever.
mas não deixa de passar ao mundo, a vontade que tem de sumir.
pois esse vago coração vagabundo, cansou de chorar
e resolveu poetizar.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

[Mário Quintana]


'Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos;
Somos culpados pelo que fazemos,
mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos...
Atos sao pássaros engaiolados,
sentimentos são passaros em vôo.'

'No final das contas,você vai achar não quem você estava procurando,mas quem estava procurando por você!'

Friedrich Nietzsche - Humano, Demasiado Humano.


"A mais nobre espécie de beleza é aquela que não arrebata de vez, que não se vale de assaltos tempestuosos e embriagantes (uma beleza assim desperta facilmente o nojo), mas que lentamente se infiltra, que levamos conosco quase sem perceber e deparamos novamente num sonho, e que afinal, após ter longamente ocupado um lugar modesto em nosso coração, se apodera completamente de nós, enchendo-nos os olhos de lágrimas e o coração de ânsias. "

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Eis o melhor e o pior de mim
















Sempre tive do melhor...
os melhores pais, os melhores irmãos, os melhores amigos, os melhores momentos, etc.
Não que seja mesmo o melhor, mais pelo menos pra mim é,
até porque opniões são totalmente diferentes, pois pode ser o melhor pra mim e o pior pra você.
Viver intensamente e loucamente sempre fez parte de mim, é como se fosse um porre que não acabasse mais...
EUFORIA, AGONIA E ALEGRIA!
Tudo que consegui, me fez assim, presa a um jeito que se não conseguir "o melhor pra mim", acabo ficando frustrada...
o que ultimamente tem feito com que eu pensasse se é isso mesmo que eu quero, afinal o melhor enjoa, e isso faz com que eu me procure no inacabado, o mal feito, o impossível de acontecer.
Como se eu quizesse transformar algo que parece não se adaptar a mim. Como um complemento sabe? Sentir o esforço de realmente conseguir algo para si, correr atrás mesmo, ir até onde dé, e no final ganhar ou perder.
Tanto faz, pois o que eu quero é pouco, mas esse pouco muitas das vezes me leva a loucuras, por simplesmente estar acostumada a facilidade das coisas, e ao me deparar com a dificuldade, morro de ansiedade e crio uma coragem que me faz ir além do que eu imaginava.
As vezes até acabo me sentindo roubada pelo meu próprio ser, que domina a minha mente com as coisas simples, e mais envolventes. Tanto que se fosse que nem gato, estaria em minha ultima vida, pois de tanto querer, querer e querer...eu ia morrer várias vezes enlouquecida por ainda não ter conseguido o que eu mais desejo no momento.
Mas enquanto isso eu vou atrás, ninguém me diga o que fazer, se vou sofrer ou não, não importa eu só quero sentir o prazer de dizer..."pelo menos eu tentei".
Parece uma crônica de alguém insano, mas acho que nesse oceano, sou somente mais uma gota. Todos querem algo impossivel, inevitável e improvável, só sentem medo do resultado final.
Já eu, sou apaixonada pelo medo.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pecado real


Penso se esse mundo fosse meu
Eu não o melhoraria...
O homem já nasceu errando, e o melhor acabaria nos prejudicando
O valor está no lixo
E nem o bicho, ser irracional
Toma coragem de fuçar o que tanto lhe faz mal
Acaba sendo tudo confuso;
O nu do desnudo se tornou normal
Casais do mesmo sexo querendo ser igual
Pais com filhos, sem relacionamento paternal
O que é tudo isso?!
O fim do mundo no começo dos tempos,
A nova era cheia de mudanças e
O capitalismo que tomou a liderança;
Mas o respeito ninguém quer comprar.
Aonde será que tudo isso vai parar?
Doenças não param de surgir
Políticos não cansam de mentir
E a dignidade está para sumir
Seria isso, tudo culpa de adão e Eva?!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Tenho tanto sentimento



Tenho tanto sentimento
Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.

FernandoPessoa

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Me encontre


Quando a gente sempre pensa em desistir...
Vem alguém e toma conta de ti.
Entrelaça teus problemas...
E te ajuda a sumir, te apresenta o mundo
E as soluções;
E diz que depois aqui disso tudo tu vais rir.
Não é necessário se viver com um mar de gente
Quando só um vai sempre estar aqui.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

"Augusto Gomes Rodrigues...


mais conhecido como Mestre Verequete, nasceu na localidade de Careca, próximo à Vila de Quatipuru, em Bragança, no dia 26 de agosto de 1916. Aos três anos, após perder a mãe, mudou-se com o pai para Ourém, onde iniciou sua trajetória artística, no terreiro da negra “Piticó”.

Aos 12 anos, mudou-se sozinho para Capanema, onde foi foguista quando trabalhou na Base Aérea, depois veio para Belém, e ganhou o famoso apelido.

Cantor e compositor de carimbós, Verequete foi um dos primeiros divulgadores do ritmo nos subúrbios de Belém. Organizou o conjunto “O Uirapuru”, em Icoaraci, e gravou seu primeiro disco em 1970, reunindo uma série de temas de carimbó."


Engraçado isso, porque justamente hoje eu estava lendo sobre ele, meu domingo foi tão cheio de carimbó, que ainda sinto o som do curimbó, acho que é uma das coisas mais magníficas que tem aqui na minha terrinha querida e agradeço sempre por viver aqui, apesar dos apesares, me orgulho muito de tudo isso e faço questão de sempre expressar.
Eu sempre quis tirar uma foto com ele, mas nunca deu e isso é um bom sinal, pois o carinho que nós sentimos por ele é enorme, e sei que com certeza será reconhecido eternamente.
É uma forma de dizer que para a pessoa viver a vida e ser reconhecida pelo o que faz, não precisa de dinheiro, mas sim de uma alma simples e pura, o melhor enjoa demais, todos querem, o imperfeito dá medo e inveja, pois só quem realmente gosta vai atrás. Tenho ainda a coleção de LP dele – sem contar os CDs – sempre me encantei e um dia vou fazer questão de ensinar a como valorizar e preservar o que mais temos de valioso em um meio.
Inesquecivelmente ele será e com certeza, pelo menos pra mim que respira o carimbó.
To triste sim.

Um palco para mim


Eu vivo em um conto de fadas...
Onde os lobos maus são encantadores e as fadas realizam desejos sexuais;
as vovozinhas adoram ser "comidas", e joão e maria tem uma amizade colorida.
Não pertenço a esse mundo, dos loucos e vagabundos...
Ainda espero o meu príncipe encantado, que se encontra em coma
devido a queda do cavalo.
Basta ele não demorar, senão com a branca de neve eu vou casar;
Na igreja católica e tudo...
E todos irão festejar, até o padre as criancinhas irá "abençoar"
Não espero a alegria de todos
Mas acho que só assim irei me encontrar
Em cena, no meu conto de fadas...
só quero um palco para estrelar.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A seco


Tem coisas que a gente só diz de porre,
se não o outro corre;
mas passada a bebedeira,
a gente acha que fez besteira,
não devia ter falado,
que se expôs adoidado,
à toa e foi tolice.
Finge-se então que se esquece o que disse,
culpa-se a carência, a demência, a embriaguez,
responsáveis por tamanha estupidez.
E é aceitando este estranho cabedal
que quando se volta ao "estado normal",
cada vez mais sós, na defensiva,
corroídos morremos de cirrose afetiva.

Leila Micollis

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Borboletas no estômago


As borboletas são insectos da ordem Lepidoptera e têm dois pares de asas membranosas cobertas de escamas e peças bucais adaptadas a sucção e geralmente elas habitam os estômagos de pessoas apaixonadas e sugam toda a energia lá de dentro, fazendo com que as pernas fiquem trêmulas, provocando batimentos cardíacos acelerados, um frio na barriga inconstante e nervosismo 15 minutos antes do encontro.
Não aparecem sempre, mas quando elas aparecem, nos trazem sensações estranhamente apaixonantes, que podem nos levar a ilusão ou a uma felicidade intérprida que nos faz ver graça em tudo, ou seja, rir enlouquentemente.
São sinais de que elas estão sobrevoando por dentro de ti, polinizando-te de amor.
*;]

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Desculpe-me


Mas eu juro que eu não queria gostar, o que eu sinto neste momento aqui dentro parece pura ilusão e muita das vezes vergonha, de procurar em “outros” o que eu não encontro em mim e acabar transformando a empolgação, em sofrimento...
- tenho vergonha de ser carente.
Aí que a saudade aparece, sinto falta de meu pai, pois quando me sentia assim, chegava e o abraçava, e tudo ali de dor e tristeza se acabava no mesmo instante, porque ali estava o homem que realmente me amava, e não à melhor coisa no mundo do que sentir a reciprocidade de uma pessoa que você gosta o cheiro, as palavras, o acalanto... e a falta disso tudo, exatamente tudo e mais um pouco me faz sentir assim, sozinha. Não me defino triste por inteira, mas fico triste por não me sentir inteira, quero uma sombra, uma carícia, um afeto e um amor.
Coisa que ultimamente não tenho encontrado por aí, e o que me leva às vezes em pensar em mudar, de pessoas, de gestos, de jeito, de manias, de aparência, etc, mas vejo que não é bem assim, preciso mesmo de alguém que me aceitem e que me dê o devido valor, pois recentemente falei em “esperar”, mas acho que falei sem pensar (eu acho- sou impulsiva demais), por que, o que adianta todas essas promessas, se o medo de se relacionar do próximo é maior que a vontade de estar com alguém?

-Não ache tudo isso egoísmo, e nem uma indireta, eu só gostei, e to assim agora...

Acho que esse é o momento em que eu posso amadurecer mais ainda nessas questões de coração, e ver que nem tudo pode ser como eu quero, mas em como eu posso transformar, caso eu seja levada a “sério”.
Desculpe-me novamente, mas eu não escolho, só sinto.


JéssicaN.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

São tantas coisas


que a cabeça fica cheia de pensamentos;
positivos e negativos...
o que me resta agora é esperar
ver o que pode dar.
Faço a minha parte com o mundo,
só quero ver o que ele tem para me dar.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Gotas de lágrimas



Hoje eu parei pra sentir a chuva - ela tem gosto de saudade - era como olhar para o céu e o ver chorar
Gritos em forma de lágrimas e pedido para alguém sentir a tristeza dele,
Assim eu também chorei, mas sem derramar uma lágrima, só deixando as gotas da chuva percorrerem meu rosto, e perceber qual era a tristeza que o céu sentia
(não ter o brilho e o calor do sol de cada dia).

Olhar para cima doía, pois o frio dominava e a saudade apertava aqui dentro, mais e mais.
Fazendo com que tudo fosse se corroendo, acho que estava te esquecendo, sem mais nem menos.
Não pensava mais nas palavras, apesar de ser o que eu mais adorava, odiava escutar
Pois parece tudo mentira, de um conquistador barato
Que nem em mim consegue pensar.

Foges porque queres, eu não vou te maltratar
A chuva te mostra isso, ela sou eu a chorar
Fazendo questão de mostrar pra todos, que eu tenho saudade
Que eu quero te ter... E até quem sabe, te amar.
Mas tu não entendes, não te permite
Não me deixa te procurar
Me evita, não me liga
Só faz eu pensar.

Se eu estiver errada, me prove
Mas se eu estiver certa, se afaste...
Sem eu perceber
Não quero morrer de saudade, se não, para sempre irá chover.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O mau do mundo


Quero vencer meu maior inimigo
Então apostei hoje comigo...
Que eu ei de vencer, as tristezas e as maldades
Deste imenso mundo cruel...
Mostrarei assim, que nada nesse corpo invade
Pois minha alma não é fraca
Minha mente não é poluída
Posso ir até o chão, mas minha cabeça sempre ficará erguida
Meto medo no medo, com minha bravura e minha insistência
De que para mim, mau nenhum trás conseqüência
Posso até morrer, mas não significa que perdi
Ficarei vagando por ai;
A procura de outro ser, que eu possa transferir minhas forças
E proteger
Não quero meter medo, mas só avisar que este mundo não presta
Pessoas são maus, pecados cravados na terra;
Terra onde não só quero viver, mas proteger quem precisa
E enfim ter, uma merecida paz.


JéssicaN.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Luz, câmera e sua vida


Sabe quando passa um filme na tua cabeça? Daqueles que o protagonista é você mesmo? Afinal, é sobre sua vida. Geralmente isso acontece quando ocorrem certas situações que te deixam constrangido, assustado ou triste. Como se as imagens já estivessem semi-prontas, fazendo com que tudo comece a rolar, dependendo da situação, de uma maneira rápida ou lenta.
Momento que acontecem inúmeras vezes, e que nos deixam muito pensativos, mas que eu sinceramente não gosto, simplesmente por pensamentos nos gerar dúvidas e dúvidas nos geram escolhas, que podem ser certas ou não, e até nos trazer conseqüências. Ainda mais quando a situação acontece por alguém ter falado algo a você (ou de você), te deixando ali, horas e horas voando em meio a analise de experiências, momentos, fatos, etc. Chegam a nos deixar duvidosos de nós mesmo, pensando o que é realmente certo e errado na sua vida, ficamos tão assim... Sei lá, que nem vontade de chorar dá, como se tudo travasse e você se desligasse, ficando ali perdido, achando que para sempre.
Ai vai ali, toma um drik, fuma um cigarro e uma lágrima cai, e você que se achava tão certo, está dominado pela situação, ou seja, está errado. Isso nos frustra, nos deixa cabisbaixo, mas nos ensina a ter sempre aquela atenção com todos os momentos, mesmo os de ilusão, os não reais ou fora do comum. Que droga não é?! Assim me sinto. Droga!

JéssicaN.

domingo, 11 de outubro de 2009

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Não tenho culpa...


Gosto de tudo que é proibido, que parece impossível, que ninguém quer, ou o que todos querem tudo que tem um gostinho de anormalidade...
Gosto de sentir aquele medo, que dá ânsia e muitas vezes dor de barriga, aquele frio, sabe? Todos nós sentimos medo, de tudo e/ou de todos.
Isso sempre acontece quando me apaixono [fato], e quando me entrego, sem eira nem beira, mesmo todos me alertando, olho pra baixo e me jogo de cabeça... Esperando dar de cara com o medo, a espera de ter surpresas favoráveis, ou não, mas o que eu quero mesmo é sentir o perigo em minhas mãos, e conseguir sair ilesa dos fatos. Adoro essas coisas.
Mas agora eu penso, justamente nisso, e é isso que mata...
A gente amadurece e as duvidas aparecem, isso é chato, odeio dúvidas. Pois agora eu fico aqui imaginando... ”pulo ou não pulo?”
Droga...
Eu quero crescer, mas acho que eu não quero perder essa minha fase de loucuras, impulsividade, intensidade, MEDO. Tudo ao meu redor, o que não me deixa cair na rotina, gente adulta sofre, por besteira mais sofre.
Acho que não quero crescer, quero ficar aqui com as minhas paixonites agudas, morrendo de tanta deprê depois de um término, conhecer todos os lugares quando estiver solteira, triplicar o circulo de amizade e principalmente morrer de medo de tudo, mas mesmo assim seguir em frente.
Isso me excita. Essa vida é contagiante, só não vive quem não quer, pois entre o nascer e o morrer, sempre da para tomar uns drinks e fazer umas besteiras.
Amo viver.


JéssicaN.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Ai Chico, meu Chico!


Minha platonice aguda por ti me deixa calma...
Pois se eu estou triste, vou ali e te escuto e se estou feliz, procuro-te "sentir" e entender essa euforia. Não tem como explicar mesmo, todas as viajens, cada pensamento, as palavras, ficam aqui dentro de mim, como se o mundo parasse e tu do nada vive só pra mim, me enche de ternura com essas tuas melodias doces, igualadas a beleza ensurdecedora de uma rosa , aquela que se destaca e “grita” com a sua beleza esbravejando...

- ME ADMIRE, ME ADMIRE!

Assim me sinto perante a ti, uma admiração descomunal e um amor platônico intenso, que me domina a cada rima e a cada dedilhar dos teus dedos soando a mais pura melodia, fazendo assim, os meus dias dominados pelo teu “amor escrito”. Só tu me entendes, só tu me acalma...
E se há alguém que me domine assim, apareça...!


JéssicaN.

domingo, 4 de outubro de 2009

extremamente estranha


Nunca senti tanta vontade de chorar e de rir ao mesmo tempo, não sei isso realmente é estranho, mas eu me sinto assim, uma agunia imensa que nem deitar eu consigo, pois vareiam as idéias na minha cabeça. Como se cada piscar fosse uma forma diferente de solucionar cada problema, problemas que não chegam a ser realmente problemas.
É uma questão de senso, não vou reclamar se a minha comida está sem sal, pois muitos nem isso tem, ou falar que não tenho roupa pra sair, muitos nem usam.Problemas se generalizam, itensificam-se...como se formasse uma classe massificadora existente só para sofrer, é triste, é horrivel, mas é a realidade.Por isso não reclamo assim, de "problemas" meus.
Mas que é chato eu estar aqui , trancada em um quarto com tudo que uma moça da minha idade poderia querer, e me sentir só. Extremamente só, muita das vezes uso trocadilhos com quem vem e me fala que está sentindo um "vazio" dentro de si, respondo com um meio que "humor negro":

- É fome!

Então rimos, e pulamos de assunto, ÓTIMO! Tudo que eu queria, nao na questão de não ajudar o amigo ou egoísmo mesmo, mas eu não deixo transparecer o que eu sinto de negativo e ouvir uma conversa assim, só me sentiria mal [em muitos momentos], ai acontece de eu pegar uma caneta e um papel e passar horas viajando, passando por casa letra, interpretando cada uma de maneira diferente. Mas pense que ontem eu falava sobre exatamente isso, pois essa minha solidão é tão tensa, porque eu nã sei como fazer, simplesmente por achar que alguém do meu lado, namorado, ficante ou afins, me metem mais medo quanto. Estranho né? Mas eu sei que entre as conversas, a cerveja e o cigarro eu pronunciei:

- Um relacionamento depende de duas pessoas, mas sempre pesa mais para uma, a que gosta mais.

Fato, fato, fato...isso se torna meu medo, o "entregar-me" faz com que eu seja conduzida para uma rotina cheia de ocupações, justamente para não precisar ou sentir falta de alguém, ou alguma carícia. Pois isso vicía, uma "droga" que alucina mais que qualquer outra potente, ela é a única que nos dá a ilusão de que podemos ser feliz para sempre, e detalhe, a reação adversa pode causar uma overdose de melancolia. Chato, mas eu ainda não sou de vícios, mas quero me apegar [muito] a esse , só me sinto retraída.
Por enquanto a noite me faz companhia, por isso a alegria.


JéssicaN.

Ansiosamente


E a minha ânsia de querer fazer todo mundo sorrir
acabo esquecendo de mim
faço a solidão da minha humilde moradia
Não agüento mais isso assim

Trago comigo um dom
o de transformar tristeza em alegria
e transmitir beleza e harmonia
só quero absorver isso para mim

Devo crer que posso ser feliz assim
Como os outros que vivem por mim
A luta é imprescindível; as barreiras inigualáveis
mas sei que posso ser feliz assim

Não deve demorar
Basta eu aprender, aprender a me alegrar
a soltar o que realmente tem dentro de mim
O amor;
E de fato esse amor vai me mudar!


JéssicaN.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Mas logo no final do mês!


E eu aqui querendo receber [eu e milhares]...
mas infelizmente estamos no Brasil né?! Em relação a isso muitos são prejudicados, por causa de poucos.

Triste isso!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Sem carro?



Pedaladas até pode ter, mas andar sem carro?!
será?!

Ou será somente para os que não possuem automóveis mesmo?!
auahuahuaa

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Mundo louco


O que eu devo fazer...
Sinto-me desorientada, como não tivesse valor, em nada!
Dou a comida, dou o sustento, dou a vida...
Mas pra mim, NUNCA dão nada.

Mereço atenção... E muito mais que isso;
Mereço cuidados e não destruição...
Que me joga pro lado, deixa o ar condenado e meus frutos trincados.

Não devias estar aqui...
Há tempos te sirvo e tu não beneficias a mim.
Faz da minha terra, teu campo de guerra, EU não me fiz assim.
TU dependes de mim e não eu de ti.

Apavora-me tudo que acontece ai por fora
Tua ganância, implicância e intolerância
Provocam distúrbios em mim.

Mando sol, mando chuva e mando ar,
Tudo pra te estragar e fazer com que sintas a minha força.
Mas nem assim dão valor em mim.
Só sentem medo...
Isso que me maltrata.

Agora estou aqui, doente e dependente.
Tudo é tua culpa, ser que só faz coisa errada!
Só peço me ajude!

Beijos da Mãe Terra condenada!


JéssicaN.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009



A gente usa as palavras idiotamente e imbecilmente.
Você já pensou em não falar?

"Albert Einstein"

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

De coração


Não me peça paciência
Peça-me amor...
É oque mais tenho dentro de mim
Posso repassá-lo a ti.

Paciência tem fim
Amor não...
É guardado no coração
Por todo sempre, ou quem sabe, não.

O amor não tem limites...
Ele nos dá a ilusão...
De que tudo eu posso fazer,
E que tudo pode te trazer
Droga de amor, só me ensina a te satisfazer.

Mas é assim;
assim que erramos e assim que deixamos errar sobre nós
Mas são os erros que não esquecemos
Eles que nos caracterizam
E nos tornam inesquecíveis...

- Desejo errar, Desejo que me errem.


JéssicaN.

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...


Angelina!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

euquero



Dê-me suas mãos...
Eu vou te guiar
Passá-las em meu corpo,
Deixar-te me controlar
Cada toque, cada dedilhar...
Tudo me alucina; tudo me faz querer mais.

São vontades;
Pensamentos;
Sonhos que não acabam mais.

Que vontade de me entregar
Que vontade de te provocar
Que vontade de te provar
Mas acho que de vontades vou morrer.

Caso contrário viverei só pra te satisfazer!



JéssicaN.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Te ter ou não ter


Nada me satisfaz como o teu cheiro
Mas as vezes me esqueço dele..
porque te esqueces de mim.
So queria te ter aqui, do meu lado
E saber que isso não vai ter fim.
Te olhar nos olhos e tudo pra ti, dizer que sim...
Que vais ter o mundo que sempre quisestes;
É assim...
Eu quero assim...
Te ver feliz, e nada mais...
Nada me importa, o dia, não importa a hora
só quero ver teu sorriso de alegria,
Mesmo sem saber pra quem seria...
Isso me satisfaz, isso me trás a paz;
Teus lábios!

JéssicaN.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

"mentirosa, mentirosa, mentirosa, mentirosa! vocês não sabem nada, o amor é. ele simplesmente É! não podem fazê-lo desaparecer, é a razão de estarmos aqui. É o topo da vida. e, quando você chega ao topo e olha para todos lá em baixo está preso nele para sempre, pois se tentar mover-se, você cai, você cai..."


[Assunto de meninas]

Diálogo


E o corpo pergunta ao coração:
-Porque não entramos em ritmo e comunhão?
Podíamos, se companheiros, fazer uma junção.

O coração responde:

- Me diga como, eu sou o amor e você a razão.
Não tenho pensamentos, tenho sentimentos...
Você se entrega sem saber que pode me machucar
Sou frágil, vivo de suspiros e batidas, não de carne aquecida.

O corpo então lamenta:

- Então viverei para sempre só!
Outros não vão me querer, meu corpo serve para aquecer.

Contradiz o coração:
- Calma, não te preocupa...
Vai com calma, e luta, contra o desejo e a ilusão
Fuja da paixão...quando eu sentir os arrepios e a velocidade das batidas
te digo, isso sim faz bem para nossa vida!

Mas sem esperança, o corpo diz:
- Mas tenho saudades...saudades de ter alguém
é isso que me mantém, que me deixa vivo.

Compreende o coração:
- Entendo-te, pois quando sentes saudade, eu sinto solidão...
então ai nos unimos, em plena tristeza, à uma junção.
Mas não gaste a sua chama, com quem acende paixão...
ela é faísca, o amor a queimação, a chama da formação, tem duas vidas em uma.
Então me enteda corpo, segure tua empolgação para quem te oferecer a mão.
Precisarás de força para me amparar, e eu precisarei de ti para amar.

e eufórico responde o corpo:
- Então estou pronto, agora eu quero amar!


JéssicaN.

domingo, 30 de agosto de 2009

Meprocurenajanela




Te espero lá fora
Não importa o dia, não importa a hora
Só quero viver ao seu lado e por você.
Te quero na janela a me esperar...
Pois te levo o amor, imenso tão quanto o mar...
Não duvides!
Tudo isso me permite
Teu cheiro e tua boca me agridem...
Mas doa o que doer, quero uniformamente contigo viver;
Uma segunda camada;
Uma dor imaculada;
Uma união aveludada...
Só te quero!

JéssicaN.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Meu mundo


Enigmática!
Não duvides...
Posso ser tudo, posso ser nada
O que importa é o que eu vou ser
A esquecida, ou o " bem-querer"
Trago o tormento e também a alegria
Vivo o conjunto das duas, dia após dia...

Esse é meu mundo
Minha agonia!

Não me veja como louca
Eu simplesmente vivo para mim
Me estarreço toda, por qualquer coisa, vou e volto do chão;
Desculpe se sou assim...

Não vou mudar
Posso sofrer, posso chorar...
Se te preocupas tanto assim
Traz a alegria para mim e eu te mostro o que é sonhar.

JéssicaN.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Ser feliz é o que á!



Acho que não à melhor maneira de se sentir feliz é quando àh alguém feliz por perto
Compartilhar alegria e risadas loucamente soltas no ar;
Desperta curiosidade e até a famosa inveja...

-Porque ser tão feliz e tão simples ao mesmo tempo?!

Não que não tenha a resposta
mas o ingrediente com certeza eu tenho
Amigos, família e a vida...
O resto? é só complemento.

A forma e a estrutura é construída com a esperança
e com a paz
de que cada um é feliz;
sem importar o que fez, ou faz.

Pois não basta ter a fórmula...
tem que saber usar.
A minha eu despercei pelo mundo
com uma esperança que alguém possa achar
e compartilhar outra alegria comigo ou com quem gostar


JéssicaN.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Sentidos



É o calor, é a dor, é o não amor, é o favor;
É a ilusão, é a satisfação, é a empolgação, é a entregação;
É o arrepio, é o frio, é o calafrio, é o pavio;
É a alegria, é a fantasia, é a harmonia, é a calmaria;
É o palavrão, é o passar a mão, é o apertão, é o puxão;
É a alucinação, é a preucaução, é a transformação;
É o fogo, é o todo, é o pouco, é o corpo;
É a boca, é a coxa, é a moça, é a força;
É o bicho, é o lixo, é o isso, é o fixo;
É a noção, é a gozação, é a moderação, é a perfeição;
É o perfume, é o queixume, é o ardume, é o costume;
É a cozinha, é a vizinha, é a mocinha, é a oncinha;
É o cigarro, é o carro, é o disparo, é o amparo;
É a junção, é a emoção, é a razão;
É o bem, é o mal, é o zen, é o "ja vem";
É a paralisação, é a banalização, é a meditação, é a agarração;
É o prazer, é o fazer, é o ter e o não ter...
Se tudo isso é o sexo, imagine o amor como não é?!
Também quero provar.


JéssicaN.

Me encontro em ti



Sei que para te achar, meu caminho não é a visão...
Eu não sigo suas pegadas
Simplesmente sinto seu cheiro...
E vou-me.

Um perfume inconfudível que só eu sei distinguir
Entranha em minha pele só deu tocar em ti...
Que loucura esse cheiro, que de mim não quer sair
Parece que te tenho em mim.

Minha pele, meu suor, meu calor;
Só cheira a ti...

Mas se eu me perco do cheiro, ou me confundo por ai
Te dou meu calor e meu endereço para você vir
Quando me encontrar...
Vais ver que teu cheiro está em mim
Foi o que seguistes.

Não ei de perde-lo;
Não à de sair de mim;
Faz parte da minha pele...
esse perfume que sai de ti.

Emfim...Tornou-se um documento,
Te procurar em mim.


JéssicaN.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Te espero deitada...






Cansei...
Tanto te procurei, e justamente quando achei, me ignoras.
Tento disfarçar tudo
Mas acumulou, tenho demais amor para dar.

Me aposentei do amor...
Medo...
Hoje a questão não é não amar mais, mas não amar demais.

Procure-me...

Pois assim te amo nessa cama, através de pensamentos e sonhos
Te esperando...deitada, pronta para ser manipulada pelo amor
Por isso vem comigo, eu te afasto dessa dor.

Enquanto isso...
Te guardo como meu segredo...
Segredo que ainda ei de pronunciar...
Seu nome!


JéssicaN.

domingo, 9 de agosto de 2009

Fraqueza


Logo ao acordar, tentei por demais não lembrar, que exatamente a 1 ano atrás estava tudo perfeitamente cauculado em minha cabeça, todos os planos para te agradar e no final escutar o tão esperado "EU TE AMO!", juntamente sentindo teus dedos passando por cada fio de cabelo meu, e suspirar de imensa gratidão.Não de dever cumprido, mas de orgulho.
Sabendo que dia a dia todas as críticas, as brigas, os sermões e as repreensões me tornariam uma pessoa melhor, trouxeram conhecimento e experiência, assim absorvidas com meras palavras, que davam resposta a todas as perguntas e soluções a todos os problemas.Inesquecívelmente é, tudo que passei e tudo que senti, sem muita perfeição, todos os momentos ao teu lado me trazem hoje uma imensa dor, que diversas vezes por me ver sem a tua presença, me domina a raiva por ti, simplesmente por ter sido tão perfeita figura.Sempre ao meu lado, tomando as vezes o lugar da minha sombra.Tudo para me proteger e não deixar que eu me mal nenhum chegasse perto.E justamente assim espero que vivas sempre, mesmo sem a tua forma física, só preciso que sempre me mandes um sinal, me avisando que estas perto, para enfim eu ter a certeza disso.
Para assim não ter que morrer do pior sentimento que existe, a saudade, que domina a minha mente e a minha alma. Por isso te peço, ME PROTEGE! Sei que um dia irei novamente te encontrar, mas enquanto isso não acontece, quero forças, todas as possíveis, para poder viver a minha vida sem a tua presença, pois me ensinaste tudo até além do que conhecias,mas a viver sem ti, eu nunca aprendi, e acho que nunca vou aprender, somente ter que aceitar.
Não gosto de mostrar as minhas dores, mas hoje não resistir e estou publicando a minha fraqueza, a tua ausência! Pois sei que sabes exatamente o que eu estou sentindo, por isso me sinto a vontade para deixar registrado o imenso amor e a eterna gratidão que tenho por ti. Me deste a vida e zelaste por ela, assim continuo para saber que um dia lá de cima olharás dizendo: Olhem! aquela é minha filha.
Feliz dia dos Pais, meu Rei!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Carta pra você


Oi você, não te conheço mais vou te conhecer.
Espero um dia te encontrar, e acredite...como eu espero...
Dia a dia eu fico matutando, tentando te imaginar.
Querendo saber de como é você, se eu vou logo te encontrar,
Ai que ansiedade.
Que imaginação! de tanto fazer escolhas, magoei meu coração...
Por isso te espero,sei que está guardada no teu bolso uma imensa alegria;
Alegria que irá me pertencer um dia.
Vais ser minha moradia, e eu vou te chamar de "meu amor"
Vamos seguir junto, vou te levar aonde eu for
Não precisarei de nada, nada, simplesmente nada
Somente teu amor.
Minha alma será lavada, me sentirei transformada
Tudo porque VOCÊ chegou!
Quero ir logo ao teu encontro, sair dessa melancolia;
e viver tudo o que há de viver, sem sofrer [não quero mais sofrer]
Vem logo me encontrar
Me tira disso, abre meu coração, tras a minha alegria
Ilumina meu coração.
Você, saiba que mesmo antes de te conhecer...
Eu sei que já te amo, só me falta você, só você aparecer!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

O sorriso da morena


Morena Bela

Não fique assim morena
A terra gira em torno de ti
Tudo muda, tudo se revela
Até o amor que ele sente por ti

Não fique assim morena
És bela
Tristeza não te faz bem
És rica
De alegria te manténs

Não chora morena
Teus olhos saltam a tela
Quando o mundo não te vê como é
Sorriso aberto, quase uma pintura antiga
Rara e bela

Sorria morena
E veja o lado bom da vida
Ela só é sofrida quando tu não sorrir
Trazendo aquela manhã esperada
Aquela alegria eterna
sorria morena.

JéssicaN.


Foto de Camila Pacheco, AMIGUISSIMA!

sábado, 25 de julho de 2009

DIA DO ESCRITOR



Hoje, um dia meio que esquecido pela sociedade que não dá muito valor a suas riquezas, mas lembrado pelos que admiram, seguem, ou pelo menos tentam seguir uma linha de cultura, viajem, diversidade de sentimentos, história ou simples fatos.
O escritor deveria ser muito melhor reconhecido, afinal através dele absorvemos a história do mundo, das coisas, dos fatos, das pessoas e dos sentimentos. São poemas, contos, histórias, frases, versos, artigos, etc, tudo repassado a papel e caneta, nas mais inspiradoras horas, que transforma o leitor em um viajante, que embarca em cada palavra solta nas mais variadas linhas.
Tudo pra sentir o prazer de viver aquele momento da leitura. Deveriamos dar Graças a Deus por existirem tão valorozos seres como os escritores, que visualizam sonhos e o repassam para os que são carente dos mesmos.
Um feliz dia a todos o escritores, mesmo amadores, mesmo aprendizes...todos que seguem, enfim.Parabéns!